Entrevista com Bart Ensing sobre Meditação

Bart Ensing é um viajante, filósofo e entrepreneur que eu conheci recentemente, durante a sua segunda viagem pelo mundo. O Bart tem experimentado diferentes técnicas de saúde e bem estar, mas aquela que ele adoptou como parte da sua rotina é a Meditação.

Que melhor tema para celebrar o Dia das Mentiras do que a Meditação, aquele estado de consciência que nos permite ver tudo pelo que é: um sonho, citando Twin Peaks “É como um sonhador que sonha e depois vive dentro do sonho. Mas quem é o sonhador?” ou um sabor de infinito, nas palavras de William Blake “Se as portas da percepção estivessem limpas, tudo apareceria ao homem como é: infinito!”

Recentemente, o Bart passou algum tempo num Retiro de Meditação em Silêncio e, nesta entrevista, ele partilha algumas das suas ideias sobre Meditação:

 

1 – O quê que Meditação significa para ti?

Meditação são dez minutos por dia dedicados à saúde mental. É o momento em que as minhas ações não são ditadas por automatismo e onde eu posso ver claramente a “mente-macaco” a tentar influenciar o meu estado de espírito e as minhas futuras ações. Ajuda-me a viver no agora e a sentir-me em controlo das minhas emoções. 

 

2 – Como é que a Meditação mudou a tua vida?

Definitivamente, ajudou-me a desacelerar o ritmo da vida. Usar sempre um curto espaço de tempo para meditar de manhã, em vez de correr por todas as rotinas, é uma forma mais presente de começar o dia, em mindfulness. A melhor coisa que retirei da meditação é que os meus pensamentos não me definem, algo que eu sempre achei ser verdade. Sabendo isto, eu sei que ainda tenho imenso terreno a explorar, mas estou excitado por todo o progresso que está para vir. 

 

3 – O quê que achas que faz da Meditação uma técnica tão poderosa?

Ver as coisas como elas são é uma experiência profunda que te faz pensar de forma diferente sobre a vida. Torna-te mais consciente das forças que estão subconscientemente a abanar a tua vida. A prática da meditação dá-te as ferramentas para estar mais focado nos momentos em que a “mente-macaco” toma conta e ensina-te a tomar o controlo de volta.

 

4 – Quais são as tuas sugestões para alguém que está a aprender a meditar?

Experimentar algumas apps de meditação e ver qual é que ressoa mais contigo. Falar com pessoas sobre meditação e não ser duro contigo próprio se sentires que não estás “a fazer um bom trabalho”.

 

5 – Que outros hábitos sugeres para promover Saúde e Bem-estar?

Planeamento diário – ajuda a evitar o stress

Dia offline – relaxar e ser menos reactivo

Fazer uma longa caminhada ou passeio – esvazia a mente

Monitorizar os teus maus hábitos – prestar atenção a eles, geralmente ajuda a fazê-los menos vezes 🙂

Exercício físico – óbvio!

 

Se quiser apoiar o trabalho do Skin at Heart, espreite Donorbox ou Patreon. Descubra mais detalhes e vantagens de se tornar Patron do Skin at Heart aqui!

 

 

Deixar uma resposta