Chakras & Óleos Essenciais

Chakra significa literalmente “roda” ou “disco”. Os Chakras são considerados centros esféricos de energia no corpo humano que quando activados permitem que a energia vital flua. Frequentemente, a energia fica parada, bloqueando o fluir de energia que o corpo requer para estar saudável. Identificar a localização destes centros de energia é o primeiro passo para ajudar o corpo a recuperar o equilíbrio.

Existe uma relação entre Chakras da Tradição Ayurvédica e Dan Tiens, os centros de energia da Medicina Tradicional Chinesa usados nas práticas de Qigong e Kung Fu. Eu mencionei essa relação neste vídeo, tal como a localização das glândulas do corpo humano.

O papel dos Chakras é espalhar energia vital (Prana) na sua região de origem. Cada Chakra está relacionado com uma questão espiritual, psicológica e física, a consciência e o equilíbrio destes centros de energia leva a um bem-estar geral.

Uma particularidade a propósito dos Chakras é que não têm cor em si próprios, mas sim reflectem as cores em seu redor.

Então vamos olhar mais me pormenor para cada um deles:

 

Chakra de Raiz ou Muladhara

Onde: na base da coluna, no períneo ao longo das três primeiras vértebras, na zona pélvica. Está relacionado com rins, bexiga, glândulas adrenais, ossos e coluna vertebral.

Essência: Esta é a fundação na qual a vida se constrói. A raiz está associada às necessidades básicas e ao instinto de sobrevivência, ao sentimento de pertença e de conexão com a tribo. Quando em desequilíbrio, pode-se experiência sensações de insegurança, desordens de foro alimentar (veja Apetite Emocional), agressão, depressão, letargia, negativismo e ganância. Equilibrar este Chakra traduz-se em segurança, equilíbrio, estabilidade e enraizamento.

Elemento: Terra

Som: Lam ou Lang

É o ponto de convergência dos três principais nadis: Ida, Pingala e Sushumma

Os Nadis são uma rede de canais tubulares de energia ao longo do corpo.

Óleos Essenciais: Óleos que ajudem a enraizar e a equilibrar, como por exemplo os das árvores. As árvores vivem no momento presente: elas não se apressam. Estes óleos ajudam a equilibrar a energia e a manifestar a paciência de uma árvore.

Exemplos: Patchouli, Canela, Vetiver, Abeto Branco, Cedro

Onde aplicar: Na planta dos pés (as nossas raízes) ou nas pernas

 

Chakra Sacral ou de Baixo ou Suadhisthana

Onde: Mesmo por cima dos genitais na parte de baixo do abdomen (cerca de 4 dedos abaixo do umbigo)

Essência: Este Chakra liga-nos ao mundo físico e a desfrutar dos seus prazeres. Representa as portas da criação. Este é o centro de criatividade, amor-próprio, autenticidade, alegria, sexualidade e sensualidade. Quando em desequilíbrio pode levar a vícios, frustração, comportamentos compulsivos, depressão, repressão, privação e apatia. Quando em equilíbrio uma sensação de alegria e harmonia é experienciada e uma elevada capacidade para se relacionar com os outros.

Elemento: Água

Som: Vam ou Vang

Óleos Essenciais: óleos alegres como a família dos citrinos ou flores que inspiram a criança interior. Estes óleos inspiram alegria e liberdade, elevam o humor, restituem energia e inspiram abundância. Também ajudam a reconectar-se com a criança interior, trazendo criatividade e espontaneidade.

Exemplos: Laranja Brava, Lima, Limão, Toranja, Bergamota, Tangerina, Ylang Ylang, Jasmim

Onde aplicar: Ligeiramente abaixo do umbigo

 

Chakra Solar ou Manipura

Onde: Diretamente acima do umbigo. Fígado, estômago, baço e intestino delgado são os órgãos associados a este Chakra.

Essência: Este centro energético está associado a confiança, auto-valorização e auto-aceitação. Quando em equilíbrio, existe uma enorme sensação de motivação e direção. Quando em desequilíbrio pode levar a sarcasmo, pessimismo, análise extensiva ou personalidade intransigente, abuso de autoridade, passividade, fadiga ou sentimentos de inferioridade.

Elemento: Fogo

Som: Ram ou Rang

Óleos Essenciais: Óleos que têm um efeito de limpeza em sentimentos estagnados e sistemas de crenças limitativas. Óleos que gerem movimento. Óleos que inflamem amor-próprio, auto-aceitação, conexão com o corpo e com o movimento da vida.

Exemplos: Bergamota, Toranja, Patchouli, Alecrim and Cipreste

Onde aplicar: Diretamente acima do umbigo

 

Chakra do Coração ou Anahata

Onde: Este centro de energia está localises mesmo no centro do peito e o órgão associado é o coração. Os pulmões indiretamente também estão associados a este Chakra.

Essência: Este é o centro onde guardamos a vibração do amor, da compaixão, da ternura, da paciência, da conexão, do perdão, da generosidade e da bondade. Quando em desequilíbrio, experiencia-se impaciência, azedume, ressentimento, crueldade, apego, solidão e isolamento. Este Chakra é a transição entre os Chakras de baixo e os Chakras de cima, entre o corpo e o espírito.

Elemento: Ar

Som: Yam

Óleos Essenciais: óleos que sejam direccionados para o coração e que possuam grandes propriedades de cura. Óleos que restituam a confiança no mundo e na própria pessoa. Óleos que encorajem o amor, o perdão e a confiança e que enalteçam sentimentos de conexão.

Exemplos: Gerânio, Rosa, Incenso, Sandâlo e Neroli.

Onde aplicar: Por cima do coração e/ou nas palmas das mãos.

 

Chakra da Garganta ou Visuddha

Onde: na garganta. Tiróide, pulmões, laringe, faringe.

Essência: É aqui que normalmente o poder se expressa, visto que este Chakra está fortemente ligado ao Chakra Solar e ao Chakra do Coração. É através da garganta que nos expressamos e que falamos ou que guardamos e engolimos o que não queremos/conseguimos expressar. Através das vibrações da voz, nós comunicamos com o mundo. Nós expressamos o que se está a passar no nosso mundo interior com os outros Chakras. Um desequilíbrio neste Chakra pode levar a discurso negativo, repressão, criticismo, comportamentos ou palavras destrutivas, confusão e desorientação.

Elemento: Espaço

Som: Ham

Óleos Essenciais: Óleos que apoiem a auto-expressão, a expressão verbal, a comunicação, a transformação e o fluir. Óleos que apoiem o sistema respiratório. Óleos que acalmem e libertem inseguranças.

Exemplos: Lavanda, Camomila Romana, Hortelã-Pimenta, Eucalipto, Limão, Ravinsara ou Melaleuca (Planto do Chá)

Onde aplicar: No pescoço, especialmente na zona da garganta ou através da inalação do aroma.

 

Chakra do Terceiro Olho ou Ajna

Onde: Localizado mesmo no centro das sobrancelhas, é o centro de intuição e iluminação intelectual. Olhos e rosto.

Essência: Quando em equilíbrio, experienciam-se sentimentos de paz, independentemente das circunstâncias em redor. Quando em desequilíbrio traduz-se em auto-absorção, falta de imaginação, insensibilidade, dores de cabeça, problemas de visão ou dificuldades de concentração. Também está associado à percepção psíquica, intuição e consciência.

Som: Om

Óleos Essenciais: Óleos que abram a clareza de visão e promovam a criatividade, imaginação e tomada de decisão. Óleos que encorajam o indivíduo a abrir-se a novas ideias.

Exemplos: Lavanda, Sálvia Esclereia e Manjericão.

Onde aplicar: Entre as sobrancelhas, na testa ou inalar o aroma.

 

Chakra da Coroa ou Sahasrara 

Onde: No centro do topo da cabeça, no cérebro, o centro do despertar espiritual, a glândula pineal.

Essência: Após nutrir os outros seis Chakras e pôr a energia a mover, é natural sentir paz, propósito e fluidez. Quando este Chakra está em desequilíbrio traduz-se em depressão, esquizofrenia, sensações de superioridade, falta de contacto com a realidade ou de afecto pelos outros. Quando em equilíbrio transmite consciência, espiritualidade, propósito, iluminação, pensamento dinâmico, consciência cósmica, ligação com o Divino e total acesso ao inconsciente e subconsciente.

Som: Aum

Sahasrara significa literalmente “lótus das mil pétalas”.

Óleos Essenciais: Óleos que promovam a conexão com o ser espiritual, que ajudem a revelar falsas verdades, a largar baixas vibrações, mentiras e negatividade e, em seu lugar, promovam novas perspectivas baseadas em luz e na verdade. Óleos que ajudem a compreender a alma e promovam o despertar espiritual e a conexão com o Divino.

Exemplos: Incenso, Mirra e Cedro.

Onde aplicar: no topo da cabeça, no cabelo, na testa ou por inalação do aroma. Neste caso, é mais comum utilizar a Aromaterapia, pelo que funciona mais por inalação do aroma.

 

Se deseja apoiar o trabalho deste blog, partilhe este post nas suas redes sociais e visite a Página do Patreon do Skin at Heart!

Deixar uma resposta