Como um Diário de Gratidão Mudou a Minha Vida

No início de 2017, eu comecei um Diário de Gratidão! E, agora que o ano está quase a chegar ao fim, vou partilhar como é que correu e porquê que um Diário de Gratidão é algo que todos deveriam fazer.

Antes de mais, eu compreendi que não é possível sentir-mo-nos gratos e chateados ao mesmo tempo. O sentimento de gratidão enche-nos de paz e alegria e faz-nos relaxar e estar exatamente onde estamos. Nos dias em que eu me sentia um pouco irritada com alguma coisa durante o dia, cada vez que eu mudava o foco da minha atenção para todas as coisas pelas quais me sentia grata, as emoções negativas desvaneciam-se, um pouco como se uma luz se acendesse num quarto escuro e, subitamente, a escuridão desaparecesse.

Outra coisa que eu notei foi que à medida que eu prosseguia com esta jornada da gratidão, o meu foco alterava-se. Ao longo do dia eu tornava-me mais consciente de todas as pequenas coisas pelas quais me sentia grata e prestava mais atenção à beleza. A beleza está – de facto – no olhar do observador e pode-se encontrar em todo o lado se tivermos o mindset certo para a vermos e apreciarmos. Sinto-me muito mais consciente agora do que há um ano na maneira como observo o mundo. Sinto-me mais em paz e, consequentemente, aprecio e desfruto mais das pequenas coisas e do viver no momento presente!

De acordo com um estudo recente da Faculdade de Medicina de San Diego da Universidade da Califórnia, a gratidão não só faz as pessoas mais felizes e plenas, como pode efetivamente salvar as suas vidas, porque – de acordo com o autor do estudo Paul J. Mills – as pessoas que se sentem gratas têm melhor saúde cardíaca, especialmente menos inflamação e ritmo de batimento cardíaco mais saudável.

Mas não acredite na minha palavra, nem mesma nas investigações da ciência sobre o tema: experimente! Nada como experimentar! Eu tenciono continuar com a minha jornada da gratidão ao longo de 2018! E eu desafio-o/a a juntar-se-me! Pegue um caderno ou um diário ou uma agenda e comece a escrever pelo menos uma coisa por dia pela qual se sente grato/a.

No próximo post, irei partilhar algumas passos simples que ajudam a implementar gratidão na Sua vida!

 

Se deseja apoiar o trabalho do Skin at Heart, visite a página do Patreon para informação exclusiva.

 

Deixar uma resposta